ADUFPA - Professores e técnicos fazem ato hoje na UFPA

Associação de Docentes da UFPA

Seção sindical do ANDES-SN

Olá visitante

Login ▼

Publicado em 10/04/2014

Professores e técnicos fazem ato hoje na UFPA

Acontece hoje a paralisação nacional dos docentes das Instituições Federais de Ensino (IFE). A iniciativa serve para dar continuidade ao processo de construção e mobilização da greve no País em 2014 a ser definida ainda este mês. No Estado, professores da Universidade Federal do Pará (UFPA) também aderiram à mobilização nacional. Em Belém, a data será marcada por um ato em conjunto com os técnico-administrativos da UFPA, Universidade Federal Rural (Ufra), do Oeste do Pará (Ufopa) e do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), que, além de 39 universidades federais, estão em greve há 25 dias. A concentração ocorre às 8h, no portão do terminal da UFPA, na avenida Perimetral, no Guamá.

A realização do protesto foi definida anteontem, por unanimidade, durante reunião entre o Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Pará (Sindtifes) - que representa essas quatro universidades - e a Associação dos Docentes da UFPA (Adufpa). Logo depois da ação, os técnico-administrativos participam de assembleia geral da categoria, para discutir os rumos do movimento e a possível ameaça de corte no ponto
dos servidores em greve.

“Amanhã (hoje) damos mais um recado ao governo federal, caso se mantenha intransigente e não negocie com a categoria, e se muito menos atender à pauta dos servidores federais. O governo será o único responsável pela deflagração da greve nacional dos docentes”, afirma Ivan Neves, professor da Escola de Aplicação e diretor da Adufpa. Os docentes da UFPA tomaram essa decisão durante assembleia geral da categoria, na terça, dia 8, nos altos do Vadião da UFPA.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Adufpa, na última paralisação dos professores das IFE, no último dia 19, também ocorreu um ato unificado do funcionalismo, em Brasília (DF), quando houve mais uma tentativa frustrada de negociação com o Ministério Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), na qual o secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, alegando não haver margem orçamentária, teria afirmado que “não negociará nem a pauta geral dos servidores federais nem a específica dos docentes”. 

Para buscar responder à postura do governo com as reivindicações do funcionalismo, em reunião nacional do setor das IFE do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes- SN) - que representa 41 seções sindicais das Universidades e Institutos Federais brasileiros, entre elas a Adufpa- aprovaram, além da paralisação de hoje, a construção da greve nacional dos docentes das IFE, a ser definida na próxima reunião, nos dias 26 e 27 deste mês, em Brasília.

(O Liberal - Poder, página 7, em 10 de abril de 2014)

Em 24 de abril, às 10h, no hall da reitoria da UFPA, a Adufpa realiza nova assembleia geral, para deliberar sobre a data de deflagração da greve nacional dos docentes. A decisão da assembleia geral dos professores da UFPA será encaminhada à reunião do setor das IFE.