ADUFPA realizou Assembleia Geral de professores nesta quinta-feira, 25, nos altos do Vadião para discutir a Campanha Salarial 2024 com a categoria

ADUFPA realizou Assembleia Geral de professores nesta quinta-feira, 25, nos altos do Vadião para discutir a Campanha Salarial 2024 com a categoria

ADUFPA realizou Assembleia Geral de professores nesta quinta-feira, 25, nos altos do Vadião para discutir a Campanha Salarial 2024 com a categoria, no intuito de partilhar os encaminhamentos da AG durante a reunião do Setor da IFES que acontece no sábado (28). O encontro ocorrerá na sede do Sindicato Nacional em Brasília (DF) e sendo precedido de uma rodada de assembleias nas seções sindicais, entre os dias 22 e 26. Para subsidiar os debates, a diretoria encaminhou, com a convocatória (circular 021/2024), uma análise preliminar do que foi apresentado pelo governo, em 18 de dezembro, na Mesa Central de Negociação Permanente à bancada sindical, e oficializado em 22 de dezembro.

 

No final do ano, o governo sinalizou com ajuste apenas nos “penduricalhos” para 2024: auxílio-alimentação de R$ 1.000; auxílio-saúde de R$ 215 por beneficiário (hoje o valor é de R$ 144) e auxílio-creche de R$ 484,90. E sinalizou reajuste de 9% parcelado, sendo 4,5% em 2025 e 4,5% em 2026. Para a diretoria do Sindicato Nacional, a proposta do governo é “insuficiente, desrespeitosa e inaceitável”. 

 

Márcio Wagner, diretor de política sindical da ADUFPA, comenta um pouco do que foi encaminhado pela AG dos docentes da UFPA. Confira!

https://www.instagram.com/p/C2iEjj9OBK-/

 

#campanhaspfs #movimentodocente #andessn #adufpa

Compartilhe:

Publicar comentário